Agenda Gotsch

8 comentários

  • Muchas gracias Felipe, por compartir este hermoso trabajo, soy de Mar del plata, Argentina y tambien estoy trabajando en mi pequeña agrofloresta en mi sitio, ver lo que ustedes hacen, es muy inspirador para mi, muchas gracias !!!

    • Nós que agradecemos suas palavras carinhosas. Obrigado por acompanhar a apoiar nosso trabalho. Nos dá ainda mais forças para continuar. Bons plantios e conte conosco! Forte abraço

  • Massa! Produzam mais mini e micros áreas pra gente! Não tenho muito espaço para minha horta aqui e gostaria de ler mais sobre frutas e hortaliças para o dia-a-dia.

    • Deixa com a gente. Seguiremos na missão de criar cada vez pontes mais sólidas entre o campo e a cidade, tentando cada vez mais fundir essas paisagens :-). Um grande abraço e obrigado por apoiar nosso trabalho!

  • Muchísimas gracias, Felipe, como ya dijo alejomendez, por compartir este hermoso trabajo. Me siento muy agradecida. Soy de Santa Fe, Nuevo México, EEUU, en el alto desierto, con menos lluvia cada año…Todavía tenemos un buen pozo de agua, y voy protegiendo la tierra. Donde riego, todo va bien, pero si llegara el día cuando no hubiera agua para regar…Pues, me interesa mucho saber como seguir en el caso de no tener un buen pozo y solo unos centímetros de lluvia durante el año para almacenar en el aljibe. Gracias. También, me encantaría poder visitar con mi esposo y trabajar como voluntaria con ustedes en Brasil. Por favor, ¿me podrías informar si eso fuera posible? Muchas gracias y que Dios les bendiga. Linda

    • Olá majimicou@gmail.com, obrigado por suas palavras de carinho e incentivo. Elas têm muito valor para nós, sobretudo nessa nova fase 🙂
      Nós vamos começar a trabalhar em Portugal a partir de novembro em uma área muito parecida com a de vocês. Clima semi-árido, chuva que está por volta de 300-500 mm e solos extremamente degradados. Vamos trabalhar com muitos cactos e agaves no sistema. Essas plantas mostram que são capazes de ficar verdes o ano inteiro (a fotossíntese esfria o ambiente e alimenta o solo). Como o Ernst diz – água se planta – ou seja, água é fluxo, e não algo para ser estancada. Com essas plantas-chave, aproveitamos o período de chuva para manter o máximo possível de umidade na biomassa, que durante o tempo seco pode servir de “caixas dágua” para as plantas menos resistentes (tal como fizemos com a banana no vídeo acima). Se conseguirmos criar uma “mancha verde” grande o suficiente, a chuva volta para o lugar. 🙂
      Enfim, em breve começaremos a produzir conteúdo específico para regiões secas de clima mediterrâneo. Penso que poderá ser bem útil para vocês.
      Sobre estágios no Brasil, sugiro entrarem em contato com o Henrique Sousa da Fazenda Ouro Fino (tem contato no site deles e facebook). O Henrique é especialista em clima semi-árido e sua fazenda é próxima à essa condição. Como nós vamos passar um bom tempo em Portugal (por causa do projeto que mencionei), estamos encerrando as atividades em nossa fazenda no RJ durante um período. Se não, os convidaria para ficarem conosco.
      Obrigado por apoiar nosso trabalho e bons plantios. Espero vê-la por aqui sempre 🙂
      Um grande abraço,
      Felipe

      • Thank you so much for your generosity and kindness, Felipe!
        I appreciate everything that you have written and suggested. I will keep on planting and mulching here for now and see if there will be a possibility to attend a workshop in 2019. Primero Dios.
        Have a wonderful time in Portugal.
        I eagerly await all postings to come.
        Many blessings and a big hug,
        Linda

      • PS: Felipe, here in Santa Fe, we are in the high desert at 7,000’/2,134m and have hard freezes (and more and more high winds, year round) beginning in October all the way until May. It is definitely warmer and drier than in the past. We had no snow at all this past winter. Unlike the Mediterranean climate, we have huge temperature swings between hot and cold. So, for instance, rosemary usually will not be able to overwinter. We have native cactuses, but not the lushness of the cacti of Mexico, or Portugal (I would guess).
        Planting water!! Yes!! Do you have the wonderful book called TREE CROPS: A PERMANENT AGRICULTURE, by J. Russell Smith, first printed in 1950? I have begun to read it again very carefully after being immersed in Syntrophy. I think it could be a good resource for all.
        Abrazos, Linda

Siga nosso trabalho

Instagram

Instagram has returned empty data. Please authorize your Instagram account in the plugin settings .

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.