Agenda Gotsch

O que faz o cacao do Ernst ser "premium"

O cacau produzido por Ernst é vendido como um produto categoria "premium". Até aí, nada de extraordinário. Mas, quando conhecemos o caminho que o levou até esse ponto, aí sim percebemos que esta é uma conquista excepcional.

Ernst partiu de uma área de pasto degradado. Apesar de o sul da Bahia ser famoso pela produção de cacau, a fazenda de Ernst é localizada em uma formação geológica conhecida como "Tabuleiro de Valença" que é considerada não adequada para o cultivo de cacau (um latossolo amarelo, muito ácido e com alta saturação de alumínio) 

Ao invés de trazer fertilizantes de fora do sistema, Ernst começou a trabalhar a regeneração do ecossistema incorporando as espécies capazes de crescer naquelas condições. Assim, desenvolveu um conjunto de técnicas que lhe permitiram acelerar a recomposição do solo, da água, da biodiversidade e da fertilidade geral do local. A produtividade cresceu à medida que o sistema prosperou e hoje sua fazenda é considerada um "hotspot" de biodiversidade.

Entendendo os ciclos de vida das espécies, sua estratificação em relação uns aos outros e sua posição no tempo, é possível orquestrar (manejar) o crescimento de um sistema saudável, com benefícios tanto para o agricultor quanto para o meio ambiente.

No vídeo abaixo, veja um trecho de entrevista na qual Ernst descreve o que torna seu cacau tão especial. Esperamos que goste! 

Felipe Pasini

Siga nosso trabalho

Mantenha-se informado

Por favor contribua com nosso trabalho

$ 2.00
 

Selecione acima a moeda que deseja usar para sua doação

Selecione uma forma de pagamento
Dados pessoais

Total da doação: $2.00 por mes